Ponte Estaiada de São Paulo

Sim, as dicas são de São Paulo, a cidade mais populosa do Brasil. E, justamente, por ter tanta gente é que tem tanto entretenimento, para todos os gostos e para todos os bolsos.

Apenas a 400km de distância da capital paranaense, a capital paulista é sim uma excelente opção para turismo nacional. Vamos falar aqui um pouco do “pacote iniciante”, mas que pode ser um programa muito bom para o inverno (quando não dá praia).

 

Parques em São Paulo

Monumento As Bandeiras – Parque Ibirapuera – São Paulo

Monumento As Bandeiras – Parque Ibirapuera – São Paulo

Logo de cara, não pode faltar o passeio inicial no Parque Ibirapuera.

Este é o parque mais democrático da cidade, você encontrará todas as tribos e raças por ali, é um bom lugar para um passeio a pé ou de bicicleta – não se preocupe caso não tenha levado a sua, lá é possível alugar – se você prefere skate, tem pequenas ladeiras dentro do parque onde os skatistas se encontram e se divertem.

Se sobrar um tempo para relaxar, é comum pessoas sentarem a beira dos lagos e lerem. Sua pegada é basquetebol, tem quadras apropriadas e bem cuidadas para a prática do seu esporte e em alguns dias tem até DJ embalando os jogos. Tem diversos espaços para fazer piquenique e se divertir com seu animal de estimação. Enfim, um parque com opções para todos os gostos!

Mas o pôr do sol, em minha opinião, é mais bonito no Parque Vila Lobos. Este é um parque bem amplo, a beira da Marginal do rio Pinheiros (mas calma, o cheiro não chega ao parque).

É um lugar menos conhecido, então mais vazio que o Ibirapuera, porém tão bom quanto. O pessoal adora ir para andar de patins, as pistas são mais largas, mais vazias e mais novas que as do Ibirapuera.

Este parque também conta com um orquidário muito bacana e bem cuidado, logo na frente tem um parque exclusivo para a diversão dos cãezinhos.

Além de todas essas atrações, conta também com uma biblioteca municipal. Ainda falando de pôr do sol, tem a praça do pôr do sol. De fato a vista no fim de tarde é linda, quando o sol se põe o pessoal até aplaude.

Avenida Paulista e região

Avenida Paulista – São Paulo

Avenida Paulista – São Paulo

Calma, vou falar da Avenida Paulista sim! Mas para ela, reserve seu domingo, pois aos domingos ela é interditada para a circulação de veículos.

Lá você verá muito artesanato exposto, uma bela feira cultural ao ar livre entre os antigos edifícios que contrastam com a modernidade do topo da cidade.

É mais um lugar onde todas as tribos se encontram livres de julgamentos.

Aproveite e faça uma visita ao MASP, o Museu de arte de São Paulo tem programação no site, vale a pena a visita e aproveitar a vista privilegiada que se tem de dentro dele.

Quase no fim da paulista, no sentido Consolação, tem a Rua Augusta que é muito conhecida pelo agito noturno e lojinhas com roupas e acessórios geek.

Ainda andando pela Paulista, uma rua após a Augusta, tem a Rua Haddok Lobo, nela tem uma das mais tradicionais panificadoras de São Paulo, a Bela Paulista, ela é aberta 24h e serve a típica pizza paulistana.

O que fazer no centro antigo de São Paulo?

Ainda pelo centro de São Paulo, vale a pena dar uma passada pelo centro antigo, visitar a Praça da Sé e, claro, apreciar a bela igreja. Na praça é onde fica o marco zero da cidade, indicando a direção dos estados vizinhos bem como está esculpido os grandes potenciais dos respectivos estados.

Muito próximo ainda está o Patteo do Collegio, este merece uma atenção especial pois é a primeira construção da cidade e hoje é considerada um sitio arqueológico.

Nele a visitação interna, que vale muito a pena, é feita com um guia local que dá uma boa aula de história da capital paulista.

Passando pelo centro antigo, não se pode deixar de visitar o Mercado Municipal de São Paulo, com uma variedade e qualidade muito interessante, as cores e a arquitetura fazem brilhar os olhos.

Mas deixe para ir com fome, pois lá servem o famoso sanduíche de mortadela.

Se você não curte muitas filas, chegue antes do meio dia, após esse horário costuma ter fila até para o estacionamento que tem no local (zona azul, mesmo esquema do star, você compra na entrada).

Se você planeja ir a algum feriado, vale conferir a agenda deles no site: https://www.oportaldomercadao.com.br, pois em algumas datas eles fecham.

Mercado Municipal de São Paulo

Mercado Municipal de São Paulo

Restaurantes famosos em São Paulo

Comer em São Paulo é um tema muito abrangente, por isso merece mais um parágrafo nesse roteiro. Grandes chefes têm seus restaurantes em SP, citarei alguns por que vale a pena.

Os três chefes do Masterchef Brasil estão situados nesta agitada capital, Henrique Fogaça – Sal Gastronomia e Cão Véio; Erick Jacquin – Le Bife e Tartar&Co; Paola Carosella – Arturito. Famoso aqui e fora do Brasil o chefe Jamie Oliver também está presente.

Cultura em São Paulo

Estação da Luz – São Paulo

Estação da Luz – São Paulo

Mas nem só de comida se vive na maior cidade do Brasil, é um cenário muito rico culturalmente.

Na Sala São Paulo, todo domingo, às 11h da manhã, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo tem apresentações gratuitas. No Theatro Municipal de São Paulo tem diversos espetáculos de teatro e balé durante o ano todo, a programação na integra pode ser consultada no site http://theatromunicipal.org.br/.

No inicio do texto falei do Masp, mas a cidade ainda tem muitos outros museus, como o Museu do Futebol que fica no Estádio Municipal (o Pacaembu), na estação de metrô da Luz fica o Museu da Língua Portuguesa (fechado para reforma).

Um pouco da noite paulistana

Essa é, de fato, a cidade que nunca dorme, então não podem faltar dicas de onde ir à noite.

Existem diversas opções, mas se é a primeira vez que você visita a cidade a dica mesmo é passar pelos bares da Vila Madalena.

Na região da Rua Aspicuelta é onde estão concentrados os mais famosos, com opções musicais para todos os gostos. Essa é a região de maior agito noturno em São Paulo.

Caso queira conhecer vários em um mesmo dia/noite existe a Baratoma, que passa por 21 bares da Vila Madalena e região bebendo um copo de Chopp em cada um.

E para fechar uma noitada, na maior parte da cidade é possível encontrar estabelecimentos abertos 24 horas que fazem toda a diferença no momento da fome noturna.

Caso sua pegada seja um pouco mais leve, vale visitar o Bairro Liberdade, nele existem diversos mercadinhos e restaurantes japoneses.

Dos legítimos mesmo, com cardápio em japonês e atendentes que entendem pouco português, é um desafio, mas vale a pena a experiência.

E logo após a janta, ainda há diversão pelo bairro mais oriental do Brasil, existem diversas opções de karaokê e bares tradicionais.

Se depois de tudo isso que lhe contamos, você ainda acha que São Paulo é só trânsito e poluição, nos peça mais dicas específicas do que fazer para se divertir e passar alguns dias por lá.

 
 
[ulp id=’NHCZrhytUCPGreGS’]
 
 
 
Entre para o Day Off Club
 
 
 
 

Comentário do Facebook

Contato

Dúvidas? Entre em contato conosco

Enviando

©2019 Day Off Club de um desconto para si mesmo! / Criado por:Pixxel Design

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?